Posts

seguro de vida

Ficou doente e não pode trabalhar? O seguro de vida vai te ajudar!

É comum que quando alcançamos a maioridade tenhamos que lidar com mais responsabilidade. Muitas vezes, formamos uma família. E o seguro de vida passa a fazer parte de nossas vidas.

Quando crescemos, ter uma família ou pessoas que dependem da a gente exige que tenhamos uma dose de cuidados extras. E sobretudo, que tenhamos um plano B no caso de imprevistos.

Dessa forma, não contratar um seguro de vida pode gerar muita dor de cabeça.

O que é o seguro de vida?

O seguro de vida é uma espécie de contrato que você faz com determinada empresa. Esse contrato pode cobrir diversas coisas, entre assegurar a sua família e dependentes em casos de imprevistos.

Ou seja, você paga mensalmente um valor que será destinado como renda a sua família no caso desses imprevistos. Os imprevistos mais comuns são: casos de morte e casos de doenças.

O seguro tem como objetivo, nesses casos, não deixar a sua família desamparada e sem fonte de renda. Alguns dos seguros podem cobrir também casos de doenças e invalidez.

Por que ter um seguro de vida?

seguro de vida

Como foi dito anteriormente, um seguro de vida irá assegurar que sua família não fique sem fonte de renda em casos de imprevistos. Adquirir um seguro de vida é proteger os seus familiares e dependentes.

Confira alguns motivos para contratar um seguro de vida.

Doença

As doenças são o que mais tentamos evitar durante a nossa vida. Entretanto, algumas vezes não há como escapar delas. Nesse caso, é sempre bom ter um seguro de vida para ajudar no seu planejamento financeiro e no da sua família.

Imagine a hipótese de que você é o único provedor de renda da família. De repente, você descobre um câncer na tireoide e quando começa o tratamento fica impossível trabalhar.

Nesse caso, além de fornecer a renda necessária que você e sua família precisam para se manter, você também receberá ajuda de custo. Essa ajuda de custo será referente a custos com hospitais, exames e o tratamento em geral da sua doença.

Agora, tente pensar em algo mais provável. Toda a sua família tem problemas com hipertensão e você herdou esse mesmo problema. Imagine que depois de uma noticia muito estressante você foi vitima de infarto e ficou com muitas sequelas.

O seguro também fará a cobertura tanto do tratamento como da renda da sua família. Nos dois casos, o seguro não deixará a sua família desamparada.

Veja também: Plano de Geap: por que devo procurar outro plano

Acidente de trabalho

Agora, imagine que você trabalha em uma fábrica, por exemplo. Um dia, do nada, o seu local de trabalho pega fogo e você é prejudicado. Você poderá ficar com sequelas permanentes ou temporárias.

No caso das sequelas temporárias, o seu seguro de vida irá cobrir a sua renda mensal até você retornar para o trabalho. Já no caso de sequelas permanentes, o seguro pode cobrir a sua renda por um tempo especifico que foi acordado no contrato.

Além, é claro, de nós dois casos, o seguro de vida cobrir os custos médicos.

Morte

Por último, o que as pessoas mais associam ao seguro de vida: a morte. Fazer um seguro de vida garante que depois da sua morte, os seus dependentes recebam parcelas que não os deixarão desamparados.

Seja qual for o motivo da sua morte, a sua família receberá esse dinheiro. Garantindo assim que os mesmos possam se ajustar até que encontrem uma fonte de renda.

É muito importante fazer o seguro de vida para o caso de mortes acidentais, acidentes ou doenças. Principalmente para pessoas que possuem trabalhos com algum tipo de risco. Assim, você irá garantir o bem estar da sua família em primeiro lugar.

Aproveite para conhecer mais sobre o seguro de vida e como escolher o melhor seguro para você e sua família, clique aqui que iremos te auxiliar!

Leia Também: Plano Cassi: sair ou não dele?